Escola da Prefeitura de Manaus participa da série ‘Sementes da Educação’ do canal Cinebrasil TV

por SEMED / Manaus

Com uma educação participativa e que ultrapassa os muros da escola, a unidade de ensino Waldir Garcia, da Prefeitura de Manaus, foi escolhida para representar a capital amazonense na série documental “Sementes da Educação”, uma produção original da Oz Produtora com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, da Agência Nacional de Cinema (Ancine). A segunda temporada do documentário vai ao ar neste domingo, 6/6, às 21h (horário Manaus), na programação do canal Cinebrasil TV.

A escola Waldir Garcia, localizada no bairro São Geraldo, zona Centro-Sul, faz parte da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e tem uma gestão democrática, que trabalha com os pilares da empatia, criatividade, protagonismo e trabalho em equipe.

Para o secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino, é uma grande alegria e satisfação poder mostrar o trabalho desenvolvido em Manaus para o resto do Brasil.

“Ter a escola Waldir Garcia em uma série que fala sobre educação transformadora é motivo de muito orgulho para todos nós. O prefeito David Almeida declara sempre que além da infraestrutura, estamos trabalhando também para fazer a mudança na parte pedagógica, ou seja, o que já é bom, vai ficar ainda melhor. Queremos oferecer um ensino de excelência, que seja referência para todo o país”, afirmou o secretário.

De acordo com a gestora da unidade, Lúcia Cortez, o trabalho participativo e com a comunidade, chamou a atenção da equipe que produziu a série.

“Nós preenchemos um formulário para falar das ações da nossa escola, que valoriza as pessoas, independentemente de onde vêm, que trabalha a inclusão, a equidade, promovendo a todos um ensino de qualidade. Uma escola que coloca o jovem estudante na centralidade do processo, respeitando o tempo, o ritmo da aprendizagem, respeitando as diferenças e trabalhando nessa diversidade”, pontuou a gestora.

Série
A obra é uma viagem pelas cinco regiões do país, na qual 13 escolas com experiências inovadoras foram escolhidas. São 13 episódios de 26 minutos cada, que buscam valorizar projetos bem-sucedidos de Educação, e mostrar a importância da integração das escolas com a comunidade local.

“É senso comum afirmar e reproduzir que a educação do país vai de mal a pior e que cabe ao Estado tomar providências. A intenção desta série é mostrar de forma inspiradora, e não romantizada, iniciativas que, muitas vezes com estrutura mínima, conseguiram transformar realidades locais e propiciar educação de qualidade para seus alunos”, conta o diretor-geral e criador da série, Hygor Amorim.

As gravações aconteceram antes do início da pandemia do novo coronavírus. Os programas foram realizados por uma equipe que percorreu mais de 18 mil quilômetros em todo o país, registrando, de forma sensível, próxima e envolvente, diversas atividades como aulas, esporte, oficinas e vivências agrícolas e artísticas.

— — —

Texto – Érica Marinho / Semed

Fotos – Altemar Alcântara / Semcom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *